Odilon recepciona Ciro Gomes nesta quinta na Capital

Candidato da esquerda, o presidenciável quer ser o anti-Bolsonaro nesta eleição

Candidato a presidente da República pelo PDT, o ex-ministro Ciro Gomes será recepcionado em Campo Grande na próxima quinta-feira, dia 23, pelo seu colega de partido Odilon de Oliveira, juiz aposentado e candidato a governador do Estado. Da recepção também participa Dagoberto Nogueira, candidato pelo PDT a deputado federal. A agenda de atividades na Capital sul-mato-grossense ainda não foi divulgada pela coordenação da campanha.

De acordo com informações do site de notícias Midiamax, a visita de Ciro Gomes, que foi ministro da Integração Nacional durante o primeiro mandato do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, está sendo considerada como o pontapé inicial da campanha de Odilon de Oliveira.

Dagoberto Nogueira, Ciro Gomes e Odilon de Oliveira em evento do PDT na Capital (Foto:Divulgação)

Ciro deverá ser o primeiro presidenciável a visitar a Capital desde o início da campanha eleitoral e o PDT já está mobilizando a sua militância a fim de garantir a Odilon de Oliveira mostrar ao eleitorado as propostas do partido tanto em nível nacional quanto estadual. Ambas seguem os mesmos princípios dos demais partidos de esquerda como PT e PC do B, dentre outros.

Anti-Bolsonaro – Na convenção nacional do PDT em meados deste mês, em tom inflamado Ciro Gomes lançou sua candidatura à Presidência como uma espécie de anti-Jair Bolsonaro (PSL). Pregando mudanças profundas no país, o pedetista busca conquistar eleitores furiosos, enquanto se contrapõe ao capitão reformado.

O presidenciável exibe uma versão mais moderada de Bolsonaro. Demonstra revolta em relação à corrupção, às injustiças sociais e à violência urbana, mas opta pelo caminho da esquerda para propor soluções.

No lançamento de sua candidatura, Ciro fez menções indiretas a Bolsonaro. Afirmou que “alguns” tentam atacar os problemas brasileiros “com golpes de frases feitas”, e que a segurança pública não terá solução a partir de “cultura de ódio e mais violência”. Como uma das metas de governo ele promete tirar mais de 20 milhões de brasileiros do SPC e do Serasa.

(Visited 813 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!