Bolsonaro não vai manter Forças Armadas no Ceará

Estado vive clima de insegurança em virtude da greve de PMs e Bombeiros

O presidente Jair Bolsonaro afirmou durante transmissão ao vivo pelo Facebook, que não irá renovar as operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) – que garante a presença da Força Nacional no Estado – para o Ceará. O estado vive uma crise na segurança pública depois policiais militares e bombeiros entraram em greve por reajuste salarial.

Santana chegou a pedir a Bolsonaro que o decreto fosse prorrogado, uma vez que ele não vê possibilidade de que o caso se resolve no curto prazo. Ao recusar, no entanto, o presidente disse que “GLO não é para ficar eternamente atendendo um ou mais governadores. GLO é uma questão emergencial”. Bolsonaro também pediu apoio aos governadores “para que o Parlamento vote o excludente de ilicitude”.

Nesta sexta, os policiais pediram como moeda de troca para o fim da greve a anistia aos agentes que aderiram à paralisação e o reajuste salarial.

“No momento eu não tenho tranquilidade”, argumentou Bolsonaro contra a prorrogação para além do prazo de oito dias vigentes, que expira nesta sexta-feira, 28. “Precisamos ter uma retaguarda jurídica”, afirmou o presidente.

(Visited 9 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!