O prefeito Marcos Trad e o governador Reinaldo Azambuja cumprirão agenda em Brasília hoje e se reúnem com o Ministro das Cidades, Bruno Araújo. Eles solicitarão investimento para construção de casas populares e R$ 71,4 milhões para retomada das obras do Parque Linear Bálsamo R$ (26,4 milhões), e início da primeira etapa do  projeto de drenagem e controle de enchentes do Rio Anhanduí (R$ 47 milhões), entre as ruas Santa Adélia e Aquário, em processo de licitação.

A audiência está programada para as 16h e terá também a participação dos secretários de Obras do Município, Rudi Fioresi, e do Estado,  Marcelo Miglioli.

Os dois primeiros lotes das obras do Parque Linear Bálsamo foram iniciados em 2012, mas estão parados desde junho de 2015. Falta licitar o terceiro  lote, entre as avenidas Gury Marques e Guaicurus, nas proximidades do Museu José Antônio Pereira.

“Se conseguirmos do ministro a garantia de que os recursos alocados vão ser liberados, a intenção é autorizar de imediato a conclusão dos lotes do Bálsamo”, explica o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese. Por enquanto, a informação da Caixa Econômica Federal é de que não há recursos disponíveis no orçamento do Ministério.

Projeto Bálsamo – A segunda etapa do Parque Linear do Bálsamo está  62% concluída. Ela compreende o prolongamento da Avenida Rita Vieira até a Avenida Guaicurus e da  Rua Victor Meirelles,  que se estende até a Avenida Gury Marques, e do acesso à estação rodoviária.

No trecho não concluído, a Águas Guariroba vai  remanejar uma adutora.  Essa etapa  foi orçada em R$ 6,3 milhões, já houve investimento de R$ 3,9 milhões e há um saldo de contrato de R$ 2,3 milhões.

A outra etapa do Bálsamo está orçada em R$ 39,8 milhões e já houve o desembolso de R$ 15,6 milhões.  Falta a liberação de R$ 24,1 milhões para terminar mais de 60% das obras. O trecho mais avançado é a abertura de uma via entre a Avenida Rita Vieira, passando pela Três Barras e chegando na altura do macroanel rodoviário.

A etapa ainda não licitada prevê a abertura de uma avenida (a partir da Gury Marques), no Jardim Monumento, com término  na Avenida Guaicurus. Neste trajeto estão previstas 121 desapropriações.

O Projeto Bálsamo compreende  12,5 quilômetros de pavimentação; 11,7 de drenagem; 4,6 de ciclovia, além de um centro de triagem de recicláveis; quatro quadras poliesportivas; centro comunitário e dois pórticos de entrada. Quando tiver concluído, terá impacto no sistema viário, criando alternativas de tráfego para 500 ônibus de viagens,  que não precisarão entrar  no  centro da cidade para chegar à estação rodoviária,  porque abre vias de ligação com o macroanel.

(Visited 53 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!