Decoração natalina na área central é alvo de críticas

Prefeito Marcos Trad desabafa: "não recebemos nenhum elogio. É só reclamação"

Totens com motivos natalinos de gosto duvidoso instalados no centro de Campo Grande geraram polêmica e levaram o prefeito Marcos Trad a desabafar na manhã de hoje: “nós não recebemos nenhum elogio, é só reclamação”. Os enfeites, apelidados de “espigões” – em um total de 16 –, foram instalados ao logo da Rua 14 de Julho.

O problema é que eles estão ocupando vagas de estacionamento que hoje são raríssimas na área central. Muitos motoristas e lojistas reclamaram da iniciativa. “Os totens não atraem os clientes, pois não têm nada de especial, e reduzem ainda mais o número de vagas de estacionamento”, argumentou o comerciante Alan Rios Dauzacker, dono de uma loja de confecções na Rua 14 de Julho.

Decoração natalina consiste em 16 totens iguais a esse instalados ao longo da Rua 14 de Julho (Foto: Divulgação)

Mesma reclamação, com relação à falta de vagas de estacionamento, foi manifestada pelo servidor público Sérgio de Oliveira Dias, que na manhã de hoje tentava, sem sucesso, conseguir um local para estacionar o seu carro. “Não tem nada a ver essa decoração. É feia e atrapalha”, argumentou.

Por sua vez, o manobrista Dirceu Oliveira Silva disse que não tem do que reclamar. “Não tem vagas nas ruas, por isso trabalhamos sem parar, o dia inteiro, o que é bom para nós e para o patrão”, explicou.

Já o comerciante Ney Gonçalves Ribas criticou o valor dos investimentos feitos pela prefeitura na área central. “O prefeito gastou um monte de dinheiro com a Cidade do Natal, que é para onde se dirigem os turistas que poderiam estar fazendo compras aqui no centro, e ainda reduziu as vagas de estacionamento. Bem que ele poderia ter investido um pouco mais aqui no centro”, desabafou.

“Sabe, recebemos muitas críticas. Há anos não tinha decoração de Natal. Nós ocupamos vagas autorizadas, é difícil, muito difícil”, reclamou, desalentado, o prefeito Marcos Trad.

Na Cidade do Natal, investimentos foram bem acima do que foi gasto na área central de Campo Grande (Foto: Divulgação)

(Visited 361 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Últimas Notícias