Delação de Eduardo Cunha pode pegar Rodrigo Maia

Inquérito da PF está concluso há 5 meses; Maia trabalha para eleger pai governador

Algumas das páginas do calhamaço da delação premiada do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) trarão à tona pormenores até agora desconhecidos sobre a tramitação da Medida Provisória 652, que criava o programa de desenvolvimento da aviação regional.

Além do próprio Cunha, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apresentou emenda à MP para beneficiar a construtora OAS, conforme apontou investigação da Polícia Federal.

Concluído há 5 meses, o inquérito da PF sublinhou que a Emenda Maia teria rendido robusta propina de R$ 1 milhão. O democrata nega e evita falar sobre o assunto.

Rodrigo Maia responde a  duas ações na Justiça. Uma no TSE, sobre problemas na prestação de contas do DEM em 2010 (nº 91997.2011.600.0000 – TSE), e outra no STF, no âmbito das investigações das propinas pagas pelaOdebretch (Inquérito nº 4437/2017 – STF).

Com o poder de presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia articula para fazer seu pai, o vereador Cesar Maia, governador do Rio de Janeiro na eleição de 2018. Ou ele próprio no Palácio, e o pai senador.

(Visited 33 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!