Educação de MS tem destaque no levantamento do Ideb

Principal indicador de qualidade do ensino no País, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgou dados nesta terça-feira e apontou que a Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul avançou no quesito qualidade em duas das três etapas da Educação Básica. O relatório está disponível no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC).

Desta vez, o aumento nos índices teve destaque voltado para o crescimento na avaliação do Ensino Médio. Na última publicação (referente a 2017), de setembro de 2018, a nota atribuída ao EM na Rede Estadual de MS foi de 3,6. Na época, o crescimento foi de 0,1 em relação ao observado no levantamento anterior, de 2015. Agora, o índice saltou para 4,1.

O levantamento também apontou avanço nos índices registrados nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. (Foto: Divulgação/Consed)

A secretária de Estado de Educação de MS, Cecilia Motta, destacou o avanço. “Nós acertamos na política do EM, fizemos a Educação Integral em Tempo Integral e colocamos o jovem na escola por mais tempo. Com isso, tivemos queda na evasão e na repetência. Subimos em todos os índices”, disse a titular da SED que também preside o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed).

O levantamento também apontou avanço nos índices registrados nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano). Na última divulgação (2017), a avaliação da Etapa na REE ficou em 5,6 e agora passou para 5,7. Vale destacar que ela também segue em crescimento desde 2015, quando o índice registrado foi de 5,4.

Nos anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º), os dados permaneceram estáveis. Na divulgação de 2018, referente à 2017, a nota foi de 4,6 – índice este mantido no atual levantamento realizado pelo Inep.

Destaque no crescimento em MS, o índice atribuído ao Ensino Médio da REE/MS ficou à frente da média nacional (de 3,9) e com a 7ª colocação na comparação com as redes estaduais brasileiras, atrás apenas de Goiás, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, São Paulo e Ceará.

(Visited 18 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Yara Dosso
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!