Bolsonaro exonera ministro Mandetta da Saúde

O oncologista Nelson Luiz Sperle Teich teria aceitado assumir a vaga deixada pelo democrata

O médico Henrique Mandetta anunciou há pouco pelo seu perfil no Twitter que foi exonerado do cargo de ministro da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro, após 1 ano e 3 meses no cargo. O ato deve ser publicado no Diário Oficial da União de amanhã. o oncologista Nelson Luiz Sperle Teich teria aceitado assumir a vaga deixada por Luiz Henrique Mandetta.

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar. Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, postou o agora ex-ministro.

Mandetta e Bolsonaro entraram em rota de colisão por conta das medidas restritivas de locomoção impostas pelos governadores para conter o avanço do coronavírus.

O ministro sempre defendeu o isolamento social, enquanto que o presidente da República, em defesa da economia, alega que os reflexos da crise financeira serão mais fortes do que os provocados pelo vírus.

Enquanto que Mandetta defendia o isolamento horizontal, como ocorre hoje, o presidente defende o isolamento vertical, separando os grupos de risco da convivência social – idosos e portadores de doenças graves.

(Visited 49 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!