Bolsonaro volta se referir ao coronavírus como histeria

Para o presidente, medidas tomadas por alguns governadores irão prejudicar a economia

O presidente Jair Bolsonaro voltou a classificar a questão dos impactos do conavírus como “histeria” que irá prejudicar a economia no Brasil. A afirmação foi feita em entrevista à Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, na qual ele criticou medidas tomadas por governadores, como restrições ao comércio.

“A economia estava indo bem, fizemos algumas reformas, os números bem demonstravam”, argumentou Bolsonaro. “Esse vírus trouxe uma certa histeria, tem alguns governadores, no meu entender, eu posso até estar errado, que estão tomando medidas que vão prejudicar em muito a nossa economia”, disse.

Para o presidente, já era esperado que a contaminação de coronavírus chegaria ao Brasil, diante do avanço em escala mundial, mas ele considera que a reação no país é exagerada.

“Nós iríamos passar por isso. O que está errado é a histeria. Colocar como se fosse o fim do mundo”, afirmou. O presidente citou como exemplo o fechamento de uma feira no Rio de Janeiro. Para ele, impor restrições ao comércio não impedirá que as pessoas fiquem expostas ao vírus.

No caso da paralisação de campeonatos de futebol, o presidente acredita que a medida poderá prejudicar trabalhadores informais e deixá-los mais suscetíveis a consequências da doença.

“Quando você proíbe um jogo de futebol, o cara que vende o chá mate na arquibancada, cuida do carro lá fora, perdeu seu emprego. Ele, que já não vive muito bem, porque vive na informalidade e não ganha muito bem, vai ficar sem seu ganha pão”, argumentou.

“Tendo mais dificuldade, [o trabalhador informal] come pior, e já não comia tão bem, ele fica mais debilitado, e o coronavírus chegando nele tem tendência maior de ocupar leito hospitalar”, acrescentou.

Bolsonaro também negou que esteja sendo criticado pelo povo por ter ido a uma manifestação no domingo e cumprimentar centenas de pessoas, mesmo com recomendação de evitar aglomerações.

“Não é o povo que está criticando, é a grande mídia. Os caras não deixam a gente em paz, tem que ter muita força de vontade para poder trabalhar”, afirmou.

Bolsonaro realizou pela manhã mais um teste de coronavírus. O resultado poderá sair ainda hoje. Até agora, ao menos 14 pessoas que o acompanharam em viagem recente aos Estados Unidos foram confirmadas com a doença.

(Visited 32 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Últimas Notícias