Vídeo: pastor ignora toque de recolher, realiza culto e desafia força-tarefa

Em aglomeração com mais de 60 pessoas, líder religioso disse que cumpre a “lei de Deus”

O pastor Paulo Ferreira da Silva, de 50 anos, líder da igreja “Pai, Filho e Espírito Santo”, no Jardim Centro-Oeste, em Campo Grande, desafiou na noite de ontem, 30, a força-tarefa que fiscaliza o cumprimento do toque de recolher estabelecido para frear a disseminação do novo coronavírus. Após as 20h, quando todos já deviam estar em casa, ele comandava um culto do qual participavam cerca de 60 pessoas, todas sem máscara. Clique aqui e veja as imagens.

As imagens da abordagem gravadas em vídeo mostram vários fiéis no local quando a força-tarefa chegou. Um deles rola no chão e os demais começam a rezar e a se ajoelhar.

As imagens não mostram, mas o pastor Paulo Ferreira da Silva foi abordado e informado de que deveria parar o culto, já que passava de 20h e estava em vigor o toque de recolher estabelecido em decreto pelo prefeito Marquinhos Trad.

No entanto, ao ser abordado ele questionou um dos agentes, que seria o promotor de Justiça:

Agente – Já passa das 20h, o culto tem de parar.

Pastor – Sim, mas eu to numa boa.

Agente – O senhor está falando alto, o senhor já se alterou. Dá pra… dá pra…

Pastor – Eu, falando alto?

Agente – …ter educação, por favor. Quantas pessoas o senhor tem aí dentro?

Pastor – Eu tenho mais de duzentas. É, põe no jornal.

Na verdade, a força-tarefa constatou a presença de cerca de 60 pessoas no local, inclusive idosos e crianças, todos sem máscara.

O pastor foi notificado após ser elaborado Boletim de Ocorrência, mas antes chamou a todos de corruptos, se recusou a assinar e ainda rasgou o documento.

Por conta disso, a força-tarefa teve que pedir reforço de mais guardas e viaturas. Ao final, o pastor desafiou e desacatou todos da fiscalização.

Pastor – Cadê as boca de fumo? É pra prender assassino, traficante, ladrão. Magistrado é pra isso, promotor!

Promotor de Justiça – O senhor está desobedecendo a lei.

Pastor – Que lei? Eu tô na lei de Deus, de Jesus! Você é só lei da terra, do homem. Eu sou a lei de Deus.

Paulo Ferreira da Silva vai responder por desacato, por descumprir a medida sanitária de prevenção e desobediência. Aforça-tarefa é composta por integrantes da Guarda Civil Municipal, Agetran, Vigilância Sanitária, MPE, Polícia Militar e Semadur.

À força-tarefa, pastor disse que estava cumprindo a lei de Deus (Reprodução/SBTMS)

(Visited 99 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!