Fabrício Queiróz é preso na casa do advogado de Flávio Bolsonaro

Ex-assessor do hoje senador movimentou milhões de reais em esquema que ficou conhecido como "rachadinha"

O ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro (Republicanos), Fabrício Queiroz,  foi preso na manhã desta quinta-feira na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo. Além dele, o juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do TJ do Rio, também expediu mandado de prisão contra sua mulher, Márcia Oliveira de Aguiar. O MP do Rio também cumpriu mandados de busca e apreensão em diversos endereços da capital. Um deles é a casa de Bento Ribeiro, escritório político da família Bolsonaro.

Flávio Bolsonaro e o ex-assessor Fabrício Queiróz: relações suspeitas (Reprodução/Facebook)

Fabrício estava em um imóvel de propriedade de Frederick Wasseff, advogado de Flávio, e foi preso por causa de mandados de busca e apreensão emitidos pela Justiça do Rio de Janeiro em mais uma investigação sobre as rachadinhas da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). A prisão foi feita em parceria com o Ministério Público de São Paulo e Polícia Civil do estado.

Segundo a coluna Radar, da revista Veja, além de prender Fabrício, os oficiais também apreenderam dois aparelhos de celular que estavam com o ex-assessor e documentos que eram guardados por ele no local.

Marcia Oliveira de Aguiar, esposa de Fabrício Queiróz (Reprodução/Facebook)

Queiroz é suspeito de movimentar de forma suspeita R$ 1,2 milhão na própria conta, dinheiro que pode ter sido desviado do gabinete de Flávio Bolsonaro quando ele ainda era deputado no Rio, por meio de esquema de corrupção denominado “rachadinha”, na qual assessores devolvem parte dos salários aos seus patrões, no caso, o então deputado Flávio.

De acordo com as investigações Fabrício Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira considerada “atípica”, segundo relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf). Ainda segundo o Coaf, Queiroz movimentou R$ 7 milhões de 2014 a 2017.

O policial militar aposentado não teria demonstrado reação à prisão. Após ser preso, por volta das 6h, ele foi encaminhado de carro até o Instituto Médico Legal de São Paulo, onde passou por um exame de corpo de delito de cerca de cinco minutos. Em seguida, ele foi levado até o prédio da Polícia Civil, no Centro de São Paulo. De lá, Queiroz deve ser encaminhado ao Rio de Janeiro.

(Visited 19 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Últimas Notícias