Polícia desmonta acampamento da ativista bolsonarista Sara Winter em Brasília

Uma operação do governo do Distrito Federal, junto com a polícia, desmontou neste sábado o acampamento bolsonarista  auto-intitulado “300 do Brasil”, liderado pela ex-feminista e ativista Sara Winter.

O grupo estava acampado em Brasília para protestar contra o STF e apoiar o presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o mandato, a ocupação era ilegal por estar em uma área de segurança e, por isso, precisou ser retirada.

A ativista de extrema-direita Sara Winter e o presidente Jair Bolsonaro (Foto: Facebook)

Agentes que estiveram no local recolheram faixas e os equipamentos dos militantes que estavam montados na Esplanada dos Ministérios. A PM usou gás de pimenta para dispersar uma parte do grupo que estava se opondo à ação.

Por meio das redes sociais, a ativista Sara Winter afirmou que o desmonte foi criminoso e ilegal. Ela ainda prometeu que o grupo vai voltar e cobrou um posicionamento de Jair Bolsonaro.

“Temos uma decisão judicial que nos permite ocupar aquele espaço, mas não quiseram ver! Vocês acham que acabou? 1 passo pra trás e 10 pra frente. Voltaremos mais fortes, nos aguardem”, disse.

Sara Winter é ex-assessora de confiança da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Ela protestou no Twitter;

(Visited 8 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!