Relatório da polícia aponta contradições em depoimento de Flordelis

A  Polícia Civil apontou 33 contradições quanto ao depoimento que a deputada federal Flordelis prestou no dia 21 de maio deste ano. Na ocasião, de acordo om o relatório, a deputada prestou falso testemunho. Ela foi ouvida por cerca de duas horas e, segundo o documento, mostrou indisposição para colaborar com a Justiça no inquérito que investiga o assassinato do pastor Anderson do Carmo. Flordelis é suspeita de ser a mandante do crime.

Durante o depoimento, Flordelis diz que não se lembra muito bem de detalhes, porque estava nervosa e foi sedada. “Muita coisa desse período, assim, não lembro, não me recordo, porque eu estava muito em choque”, disse a deputada. Apesar disso, ela conseguiu detalhar acontecimentos posteriores, como conversas que teve com os filhos e transações da igreja Ministério de Flordelis – Cidade do Fogo.

Deputada Flordelis que é acusada de matar o marido, o pastor Anderson. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

 

(Visited 8 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Yara Dosso
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!