Câmara aprova acordo de troca de dados sigilosos entre Brasil e Israel
5, agosto 2022 .
17:30

Câmara aprova acordo de troca de dados sigilosos entre Brasil e Israel

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (4), um acordo entra Brasil e Israel que diz respeito a um intercâmbio de informações sigilosas entre autoridades dos dois países. 

A proposta, que agora segue para análise do Senado, estabelece algumas normas para definir quais as pessoas que têm o direito de acessar os dados trocados. O texto define também parâmetros para preservar o grau de sigilo dos documentos e regras para o compartilhamento das informações com outros países. 

De acordo com o relator na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), a aprovação favorece uma relação bilateral mais transparente na troca de serviços entre Brasil e Israel.

“O acordo é extremamente benéfico para as relações bilaterais, pois permitirá que o Brasil tenha acesso a tecnologias avançadas que Israel protege por meio de instrumentos dessa natureza”, afirmou.

Luizão Goulart (Solidariedade-PR), deputado e relator na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, seguiu a mesma linha de Eduardo e apoiou a decisão do Plenário da Câmara.

“O acordo contribui para o aprimoramento da segurança em matéria de troca de dados entre os serviços de informação de Brasil e Israel, incluindo projetos que envolvam transferência de tecnologias nos campos militar e de segurança, além de outros que possam ser incluídos no futuro”, destacou.

A deputada Érika Kokay (PT-DF), por sua vez, criticou o acordo, sob o argumento de que os ataques israelenses contra os palestinos deveria gerar “indignação” por toda a comunidade internacional, ressaltando ainda que as relações diplomáticas brasileiras devem ser pautadas pela paz.

“Nós temos um ataque de Israel ao povo palestino que deveria provocar a indignação de todo o planeta e aqui se propõe que o Brasil estabeleça relações com estímulo à área de segurança”, ressaltou.