Presença de militares em cargos no governo Bolsonaro cresce 33%

O governo federal, desde a posse de Jair Bolsonaro (sem partido), tem aumentado significativamente a presença de militares em cargos públicos. Atualmente, 10 de seus 23 ministros são militares. Além disso, em 1 um ano e meio de gestão, Bolsonaro expandiu o número de integrantes de origem militar em cargos comissionados em 33%.

Hoje são 2.558 em ao menos 18 órgãos, entre eles Saúde, Economia, Família e Minas e Energia. Os números foram levantados pelo jornal Folha de S. Paulo.

Quando o ex-presidente Michel Temer passou o cargo a Bolsonaro, o número de militares em cargos era de 1.925. Desde então, esse número saltou, inclusive para os mais altos cargos, como os de ministros.

Veja os mais altos cargos do governo e por quem são ocupados:

  • Ministro da Casa Civil: Walter Souza Braga Netto, general da reserva do Exército
  • Secretaria de Governo: Luiz Eduardo Ramos, general do Exército que foi para a reserva
  • GSI: Augusto Heleno, general da reserva do Exército
  • Ministro da Defesa: Fernando Azevedo e Silva, general da reserva do Exército
  • Ministro da Saúde: Eduardo Pazuello, general do Exército
  • Ministro da Ciência: Marcos Pontes, tenente-coronel da reserva da Aeronáutica
  • Ministro de Minas e Energia: Bento Albuquerque, almirante da Marinha
  • Infraestrutura: Tarcísio de Freitas, capitão da reserva do Exército
  • Controladoria-Geral da União: Wagner Rosário, capitão da reserva do Exército
  • Secretaria-Geral: Jorge Oliveira, major da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal
(Visited 8 times, 1 visits today)

Comentários

comentários

Editorial
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Últimas Notícias